Survival


A espera terminou. Hoje é dia de Londres 2012. Dezenas de países, milhares de atletas. Decepções, alegrias e centésimos de segundos que separam o fracasso da glória.

Chegou o dia de viver emoções que só o esporte é capaz de provocar. Vibrar e sofrer com atletas que se transformam em máquinas para competir, mas voltam a ser humanos após um erro ou com o choro de quem conquistou uma medalha. Seres humanos que podem não imaginar nossa existência, mas são capazes de sentir os milhões que estão nos seus países enviando, de alguma forma, seu apoio.

Superar um tempo, superar o adversário, ser o melhor, estar no topo do mundo. Ignorar os limites definidos pela ciência, as barreiras políticas ou as crises econômicas. Que sejamos lembrados também como seres que, pelo menos de quatro em quatro anos, sabiam celebrar a vida através do esporte.

Eu direi que vi Usain Bolt superar os limites da velocidade. Que vi Michael Phelps se tornar o maior vencedor olímpico de todos os tempos. Que vi Roger Federer fazer mágica sobre o gramado de Wimbledon. E vi Cesar Cielo, Robert Scheidt, Maurren Maggi, Fabiana Murer, Marta, Neymar, Anderson Varejão, representando o meu país.

Se você acha que é só um evento esportivo…azar o seu. Hoje vou ver os gênios do esporte e da música unidos, no Estádio Olímpico de Londres, celebrando o verdadeiro show da humanidade.

Que comece a festa e que nós possamos sobreviver.

A bela música dos ingleses do Muse é o hino dos jogos. Veja o vídeo oficial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s