See Me, Feel Me

A dor da despedida, a alegria da vitória e o inexplicável sentimento da superação. O dia do adeus da atleta que fez a ginástica artística brasileira ser reconhecida também foi marcado pela eliminação dos campeões europeus de futebol para Honduras. E a superação hondurenha só não pode ser comparada a da atleta polonesa Natalia Partyka que ignorou a limitação física para competir no tênis de mesa.

O esporte tem momentos com os quais é impossível não se emocionar. É impossível não parar pra assistir, não sentir, não torcer. Mesmo sem uma mão e parte do braço, Partyka compete entre as melhores atletas do mundo na sua modalidade e entra para história ao lado de atletas que deixam os jogos sem medalha, mas campeões.

Como são vencedores os jogadores de Honduras que derrotaram a poderosa Espanha no futebol. Onze anos após eliminar o Brasil da Copa América, o país da América Central aprontou de novo e abriu o caminho de Neymar e companhia para a conquista do ouro. Derrotado pelo Senegal, o Uruguai parece incapaz de parar o Brasil que não teve dificuldades contra Belarus.

Quem vai ficar sem medalha olímpica é Daiane dos Santos. A ginasta brasileira mais vencedora da história não chegou a Londres como favorita como em edições passadas. Hoje ela ficou oficialmente fora da disputa e anunciou que não competirá mais pela seleção brasileira, dizendo adeus aos Jogos Olímpicos.

Na letra do The Who, o sentimento para o adeus de Daiane, a vitória de Honduras e a participação de Partyka nestas Olimpíadas. “Right behind you, I see the millions. On you, I see the glory. From you, I get opinions. From you, I get the story”.

Brasil

Sem medalhas, o domingo foi marcado pela vitória dos homens no basquete, no futebol e no vôlei e pela eliminação precoce no judô e nos 4x100m livres na natação. A vela começou bem. A dupla dos favoritos Scheidt e Prada largou na frente na disputa da classe Star e segue como uma das principais esperanças de ouro para o país.

Imagem do dia:

Mesmo eliminada, Natalia Partyka provou que sua limitação física não a impede de competir em alto nível

E nesta segunda-feira….

Fique de olho:

Reuters
Nome: Michael Fred Phelps II
Idade: 27 anos
País: Estados Unidos
Esporte: Natação
Por que ficar de olho? Com 17 medalhas olímpicas (14 de ouro) na carreira, Phelps disputará as eliminatórias dos 200m medley para tentar conquistar mais uma medalha em competição individual. No domingo, ele ganhou a primeira medalha em Londres após participar do revezamento 4x100m livre norte-americano que ficou com a prata.

Imperdível:

12h45: Estados Unidos x BRASIL – Vôlei feminino (fase de grupos)

Anúncios

Uma resposta em “See Me, Feel Me

  1. São histórias como essa que fazem das Olimpíadas uma festa da humanidade sem parâmetro para comparações, meu caro. O que dizer da garota lituano que levou ouro na natação com 15 anos. E da brasileirinha da canoagem que com 16 anos quase foi a final da canoagem! O esporte é realmente apaixonante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s