Too Much, Too Young

O que você estava fazendo quando tinha 15 anos? A nadadora Ruta Meilutyte estava ganhando o primeiro ouro da Lituânia nos 100m peito, nesta segunda-feira (30). Pode parecer muito para a jovem, mas certamente é muito mais fácil de lidar do que com uma eliminação por um movimento ilegal, como no caso da judoca brasileira Rafaela Silva, de 20 anos.

Nadando ao lado de atletas experientes e outrora campeãs, Ruta sobrou na sua prova. Brincou. E só ficou sem fôlego na hora em que teve que subir ao pódio pra receber seu brinquedo mais brilhante. A atleta lituana não conseguiu conter o choro. Uma alegria de quem sabe o tamanho de sua façanha. Uma imagem que entra pra história dos Jogos de 2012.

Já Rafaela nem perdeu tempo em segurar as lágrimas. Desabou de chorar no tatame. Ela dominava sua luta quando foi desqualificada por realizar um movimento que passou a não ser permitido em uma mudança de regra recente no judô. O sofrimento enfrentado por Rafaela ao longo de toda a vida parecia que seria recompensado com a volta para casa com uma medalha no peito. Vai ficar para 2016, em casa.

As emoções do esporte não respeitam idade, mas quando meninas têm que lutar como adultas, suas glórias e seus fracassos parecem ainda maiores ou ainda mais doloridos. “You’ve done too much. Much too young”, já diziam os ingleses do The Specials, há mais de trinta anos. Serve para as vitórias, serve para as derrotas.

Brasil

As meninas perderam no basquete e vôlei, ganharam no handebol e vôlei de praia, com Juliana e Larissa. Cada vez mais parece que as vencedoras do dia caminham para uma medalha – a dupla da praia para a dourada. E cada vez mais parece que basquete e vôlei ficarão pelo meio do caminho. Como ficou a nadadora Joana Maranhão na primeira prova disputada em Londres.

Imagem do dia:

Hannah Johnston/Getty Images

A sul-coreana Lam Shin ficou por mais de meia hora sentada na pista de esgrima após a polêmica derrota para a alemã Britta Heidemann. No esporte, deixar o local da competição é aceitar a derrota, mas a atleta reclamou que o cronômetro não correu como deveria. Em vão. Os juizes confirmaram a vitória da representante da Alemanha e a coreana teve que disputar o bronze, mas acabou sem medalha

E nesta terça-feira….

Fique de olho:
Jed Jacobsohn/Getty Images
Nome: Leandro Marques Guilheiro
Idade: 28 anos
País: Brasil
Esporte: Judô
Por que ficar de olho? Medalhista de bronze em Atenas e Pequim, o brasileiro chega como grande favorito ao ouro na categoria até 81 quilos.

Imperdível:

15h47: 200m borboleta – Natação. Michael Phelps pode se tornar o maior medalhista olímpico da história.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s